Você está em:
Conhecendo o Apóstolo Paulo

Conhecido como Paulo de Tarso ou simplesmente São Paulo, o Apóstolo Paulo foi um dos maiores expoentes do Cristianismo. Seu nome original era Saulo e foi considerado perseguidor dos primeiros discípulos de Jesus Cristo na região de Jerusalém. Segundo os Atos dos Apóstolos, “Saulo assolava as igrejas, entrando pelas casas e, arrastando homens e mulheres, os entregava à prisão” (Atos 8,3). Assim, Saulo vivenciava o que foi adotado pelos perseguidores no início do Cristianismo. Porém, com o passar do tempo se tornou grande conhecedor do Senhor e foi responsável por considerável parte dos escritos do novo testamento. A ele é dada a autoria de 13 cartas, mas, seis delas ainda dividem opiniões.

Sua influência é notória nos dias atuais, o seu nome está na lista dos mais comuns do mundo e há quem diga que Paulo teve um papel contrário aos interesses cristãos, sendo a sua influência prejudicial ao cristianismo. Mas, não há dúvidas sobre quão grande foi a sua importância na Evangelização em um período de constantes perseguições aos seguidores de Cristo. Alguns costumam dizer que ele foi o mais importante evangelizador de todos os tempos.

"AS 5 FRASES MAIS PODEROSAS DO APÓSTOLO PAULO PARA A SUA VIDA" (clique aqui)

De quaquer forma, Paulo de Tarso foi um grande Apóstolo de Cristo. Ele trabalhava com a fabricação de tendas para o próprio sustento. Foi um proeminete missionário do primeiro século e no vocabulário descolado atual, "ralava" por amor a Cristo. São Paulo era como eu e você e estudiosos realizaram a reconstituição de sua face e a conclusão é esta que vocês estão vendo. Um homem comum, mas um grande servo de Deus.

são paulo de tarso

 Por LKA NRW

Seu início começa em Tarso, na região da Cilícia, atual Turquia. Conhecido como Saulo, cresceu como cidadão romano, provavelmente por ter herdado do pai, o que lhe conferia uma situação legal privilegiada. De perseguidor passa a ser perseguido quando assume Jesus em sua vida.

Sua conversão ocorreu quando estava vindo de Jerusalém para Damasco, afim de levar presos os que estivessem seguindo a doutrina Cristã, e para possivelmente mata-los. Neste caminho, teve uma visão de Jesus Ressuscitado que o fez cair e ficar cego temporariamente devido a forte luz. Aquele percurso dificilmente seria feito a pé, o que leva a considerar que Saulo caiu do cavalo que o levava a Damasco, dando início à famosa expressão que conhecemos atualmente "cair do cavalo".

Seguindo para Damasco, Saulo foi para a rua Direita (rua que podemos visitar até os dias atuais) e ali teve sua visão restaurada por Ananias. A partir daí passa a viajar e defender Cristo. Conhece os apóstolos e vários discípulos do Senhor e passa a ser chamado de Paulo.

Conversão de Paulo no Caminho para Damasco Por Caravaggio

Conversão de Paulo no Caminho para Damasco, Caravaggio

O livro dos Atos dos Apóstolos relata três viagens missionárias. A Primeira, liderada por Barnabé, Paulo parte de Antioquia à ilha de Chipre, passando pela Ásia Menor e retornando a Antioquia. Nesta viagem, ele torna cego o mago Élimas, em outra ocasião dá testemunho de Jesus na Sinagoga e mais adiante foi apedrejado quase morrendo.

A Segunda viagem missionária iniciou-se com a ida de Paulo a Jerusalém no episódio que ficou conhecido como Concílio de Jerusalém. Lá ele se encontra com os outros apóstolos e discutem se os não judeus convertidos precisavam ou não ser circuncidados. Em seguida, partem para Antioquia e Ásia Menor até chegarem a Atenas na Grécia, onde profere um dos seus mais famosos sermões sobre o Deus desconhecido no areópago.

A Terceira viagem passando pela região da Galácia e da Frígia, por Éfeso, Grécia e Corinto, foi marcada por uma série de milagres, sendo o mais conhecido o ocorrido em Trôade, onde ressuscitou o jovem Êutico que havia caído da janela do terceiro andar de uma edificação.

Terceira Viagem de São Paulo de Tarso

Terceira Viagem de São Paulo

Após visitarem outros locais, Paulo e seus companheiros finalmente seguem para Roma, na Itália. Mas, antes disso, passaram por situações difíceis no percurso, como o espancamento e a prisão em Jerusalém, além do naufrágio em Malta. Foi transferido por volta do ano 60 para Roma após apelar para César um direito que tinha por ser cidadão romano e ali permaneceu pregando o evangelho.

Apesar de não ter levado o cristianismo para Roma, alguns eruditos como Irineu de Lyon, o considera, juntamente com Pedro o fundador da Igreja de Roma onde teriam nomeado Lino como bispo e sucessor. Não há relatos na Bíblia sobre a morte de Paulo, mas, segundo a tradição Cristã, ele foi decapitado em Roma durante o reinado do Imperador Nero em meados do ano 60 na Abadia das Três Fontes. Este foi o tratamento mais humano dado a Paulo devido sua cidadania romana, diferente de Pedro que foi crucificado de cabeça para baixo por não se sentir digno de morrer como o Senhor.

São Paulo cumpriu a sua missão. Foi um exemplo para aqueles que sofriam devido aos árduos tratamentos direcionados aos cristãos no primeiro século. Paulo “Combateu o bom combate, terminou a sua carreira e guardou a fé”. O seu trabalho rende frutos até os dias atuais. O seu nome está gravado na história do mundo e do cristianismo. Isso mesmo, ele é Paulo, O Apóstolo de Cristo.

Você gostou deste conteúdo? Então convido você também para assitir ao vídeo abaixo. Nele, o autor fala sobre o apóstolo Paulo em seis minutos:

Autor: Curiosidade Cristã
Túlio Márcio Engenheiro Civil por profissão, esportista por hobby e viajante por paixão. Conheço todo o Brasil e tenho Minas Gerais como o meu país de coração.

Leia outros artigos

Anuncie seu negócio no Vivago

O Vivago e a melhor opção para você divulgar o seu negócio online!

Anuncie!